Pesquisa Marcas de Franchising

Conceitos franchising

Franchising: conceitos básicos

Alguns dos principais conceitos que se devem conhecer para entrar no sistema de franquicia. + Ver Mais.

O sistema de franquias é uma das fórmulas empresariais que maior desenvolvimento está a ter nos países industrializados, pelas inumeráveis possibilidades que representa, tanto para o franchisador como para o franchisado.

O empreendedor que decide abrir uma franquia desenvolve uma actividade empresarial do mesmo modo que se decidisse abrir esse mesmo negócio de uma forma independente, mas conta com uma série de aspectos diferenciais com respeito a esta situação como a ajuda e o apoio do franchisador, que com a sua experiência, tem contado o resultado do negócio.

Isto deriva de uma vasta série de vantagens, mas também de uns quantos inconvenientes que merece a pena analisar

VANTAGENS

Ser dono do seu próprio negócio

Aqui a diferença é clara. Quando uma pessoa trabalha para si própria, não há duvidas que os seus esforços têm uma recompensa muito maior e mais rápida, principalmente em forma de ingressos. Está feito e demonstrado que um estabelecimento franchisado funciona muito melhor que outro gerido por outra pessoa contratada por conta de outrem, por muitas qualidades que tenham.

Possibilidade de criar um grande negócio

A grande maioria das pessoas com maior capacidade financeira são aqueles que gerem os seus próprios negócios. Por isso, se a estabilidade económica é um dos seus objectivos, claro que ser empresário é o melhor caminho para consegui-lo

¿Porquê uma franquia?

Existem inumeráveis argumentos para mostrar que a franquia é o melhor método para aqueles que se estreiam como empresários, principalmente pelas inumeráveis possibilidades de êxito que oferece, e que permite dirigir muito melhor os objectivos económicos e empresariais.

Adquirir um sistema de negócio rentável

Quando se tem a oportunidade de falar com outros franchisados pode comprovar-se o quanto é importante ter um sistema que pôr em prática.

Os investimentos realizados permitem garantir a estabilidade do negócio, o maior crescimento de vendas, a investigação e o desenvolvimento dos futuros produtos e serviços e a viabilidade do plano de negócio.

O negócio está comprovado no mercado. Ao investir num negócio de franquia está-se a inverter numa fórmula comercial consolidada e com muitos anos de experiência no mercado.

O franchisado é proprietário de um negócio previamente acreditado, por uma experiência contrastada, com satisfatórios resultados e que oferece grandes possibilidades, e reduz-se muito o risco que implica iniciar uma actividade comercial de maneira solitária.

O franchisado conta também com a garantia de independência, tanto jurídica como económica com o franchisador, supõe-se que ambos assumem o êxito ou o fracasso da empresa. Desta forma, gera-se uma forte colaboração entre o franchisador e o franchisado para seguir adiante o negócio e obter os mesmos êxitos

O know-how ou a chave do negócio

O elemento chave de toda a franquia em que o feito que o franchisador ceda ao franchisado um Kow-how, é falar de um “saber fazer” que diferencia o funcionamento do negócio e que é a base do êxito que tem no mercado.

Esta aquisição realiza-se através de uma formação técnica e comercial que recebe o franchisado, e que se baseia na transmissão dos métodos operativos do franchisador, que fazem com que o negócio funcione e vá adiante com maiores garantias de êxito.

Todo o franchisado, pode explorar este Kow-how num âmbito geográfico determinado, e que, além disso, dispõe de uma zona de exclusividade territorial para o seu negócio.

O I+D da Unidade Franchisadora

A grande maioria dos pequenos comerciantes está demasiado ocupada no seu dia a dia para pensar em desenvolver novos produtos e serviços que satisfaçam muito melhor as necessidades dos seus clientes. Pelo contrário, um franchisador procurará sempre a maneira de melhorar os benefícios da sua rede, para o qual destinará tempo e dinheiro.

Cobertura de assistência de uma grande organização

Ao assinar o contrato com a central, o franchisado passa a pertencer a uma grande organização beneficiando das vantagens de pertencer a uma grande empresa. Assim funcionará debaixo de uma gestão central dirigida por profissionais, o que impulsionará a sua produtividade, e poderá dispor de assessoria contínua em diferentes materiais, como marketing, produção, contabilidade e aspectos legais, o que lhe permitirá reduzir o trabalho administrativo.

De igual modo, o franchisado desfrutará também da renovação constante posta em dia da franquia que igualmente corre a cargo do franchisador, e de todas as quantidades pagas à central proporcionam a capacidade de implementar melhorias no sistema que posteriormente serão úteis na sua actividade

Desenvolvimento mais rápido e mais seguro

Está demostrado que los franquiciados consiguen alcanzar mucho antes el punto de equilibrio de sus negocios, y con mayor garantías de éxito, que otros comerciantes del mismo sector que inician su actividad por cuenta propia.

O reconhecimento da marca

Todo o franchisado desenvolve a sua actividade debaixo da sombra de uma marca reconhecida a nível nacional e também internacional. Isto permite que o negócio atraia novos clientes que estão familiarizados com os produtos ou serviços oferecidos. Feito isso, a homogeneidade da imagem dos pontos de venda é muito importante na hora de reflectir uma imagem corporativa comum e atractiva, que represente o negócio em qualquer ponto onde se implante.

Economias de escala

Comprar num grupo é muito mais barato do que fazê-lo de forma independente. Este feito incide directamente na conta de resultados de qualquer comerciante, já que permite conseguir condições de compra mais favoráveis, prazos de pagamento mais vantajosos e segurança no aprovisionamento de matérias-primas.

Assistência técnica

Os franchisados de qualquer negócio recebem um seguimento por parte do franchisador, em temas como técnicas de venda, administração, merchandasing, localização mais adequada, decoração do local, contabilidade, informática, etc.

Além disso a central põe ao seu alcance os meios de informação que o franchisador possui, como estudos de mercado, que facilitam um melhor conhecimento de mercado e do sector a que se dirigem.

Formação inicial e permanente

Em muitas ocasiões o franchisado não tem conhecimentos do sector em concreto donde opera a franquia. Por isso, o sistema de franquias oferece planos distintos de formação tanto inicial como permanente, que possibilitam que qualquer pessoa sem experiência possa concordar em operar dentro de uma actividade, em que de outra maneira lhe seria totalmente impossível estabelecer-se devido ao seu desconhecimento.

Publicidade do negócio

A empresa franchisadora é encarregada de levar a cabo as campanhas publicitárias e de marketing que se planifiquem, no qual beneficiará de todo o grupo de franchisados.

Desta forma, o franchisado é portador de uma marca conhecida nacional ou internacionalmente que investe muito em publicidade em vários meios, como rádio, imprensa ou televisão, que de forma individual para a maioria dos franchisados seria inacessível.

Facilidades de financiamento

Em países onde a franquia está muito desenvolvida, todo o futuro franchisado pode obter importantes ajudas económicas, já que as entidades financeiras concedem créditos com interesses favoráveis aos negócios de franquia que se abrem.

Actualmente na Portugal as entidades financeiras não contam com produtos especializados, mas começam a preocupar-se em satisfazer estas necessidades.

Assim, o franchisado beneficia de uma imagem de marca, de algumas facilidades de financiamento e de uma formação e assistência por parte do franchisador que lhe permitirá competir no mercado com uma posição privilegiada, graças a esta vasta série de vantagens que contribui para o sistema de franquias e que o diferenciam dos outros sistemas empresariais.

Definitivamente, um grande leque de oportunidades para acrescentar às que existem as particularidades que diferenciam cada franquia.

INCONVENIENTES

Como se tem podido comprovar, comprar uma franquia representa uma série de benefícios importantes, mas para aceder a eles também se deve assumir uma série de custos e limitações adicionais. Para isso, a continuamos a mostrar os inconvenientes mais importantes que podem derivar-se deste sistema de comparação empresarial.

Custos adicionais

A integração na rede de franquia implicará ter que suportar uns custos adicionais que não existem no caso de abrirem um negócio independente, como o direito de entrada e o royalties de funcionamento e publicidade. Mesmo que, como foi visto, se deva contemplar como um investimento dirigido a redução de riscos.

A necessidade de royalties

Se um negócio consegue superar as previsões iniciais de rentabilidade estabelecidas pelo franchisador, é muito possível que o franchisado comece a questionar a necessidade de pagar royalties de funcionamento e termine por não aceitar de bom agrado as visitas periódicas do pessoal de controlo do franchisador.

A influencia de outros estabelecimentos

Mesmo que o normal seja a existência de muitos mais pontos de venda beneficia a qualquer negócio pelas sinergias que isto produz. Também tem de se ter em conta que o baixo rendimento e capacidade de outros pontos de venda da rede podem afectar gravemente a imagem e reputação do resto dos estabelecimentos.

Limitações para a venda ou trespasse do negócio

Tem de se ter sempre em conta que o franchisador pode ter direitos de comprar e de cancelar o contrato segundo as condições definidas pelo mesmo.

Riscos associados a gestão do Franchisador

Finalmente enumeram-se alguns problemas com os quais qualquer franchisado pode ter se a gestão do franchisador não é a esperada:

  • Um franchisador na fase de lançamento pode pôr mais esforços na captação de novos franchisados que na prestação de serviços adequados que de assistência e apoio La limitación de recursos financieros puede generar importantes deficiencias en la prestación de estos servicios.
  • Un franquiciador no ético que, con ánimo de lucro, no pretende establecer una correcta relación de apoyo al franquiciado.
  • Un franquiciador falto de los recursos financieros y humanos necesarios o simplemente explotador de un negocio carente de la suficiente solidez y fiabilidad.
  • Por todo esto, hay tener en cuenta que la decisión de adquirir una franquicia requiere un proceso de análisis a lo largo del cual se debe conseguir la información más adecuada y analizar las posibilidades reales de integración en una determinada red.
  • Así, informarse adecuadamente, conocer en profundidad el sistema de franquicias y decidir con total objetividad debe ser el camino a seguir.

Novos Franchisings